Vamos contar como foi o roteiro de viagem saindo de Lisboa, passando por Montemor e chegando em Évora em um dia. O que fazer? O que visitar? Onde comer? Prepare-se para conhecer como foi a nossa viagem de 1 dia!

Roteiro da viagem

No dia 20 de Janeiro de 2018 resolvemos pegar o carro e ir conhecer Évora. Foi uma viagem super tranquila, rápida e não custou muitos Euros! Antes de ver passo-a-passo como foi, veja abaixo o trajeto que percorremos nesse roteiro de viagem de um dia entre Lisboa (A) > Montemor (B) > Évora (C).

Saindo de Lisboa

Pegamos nosso carro e partimos em direção à Montemor. Para iniciar nossa viagem, saímos de Lisboa e pegamos a Ponte Vasco da Gama e, em seguida, a A12.

Primeira parada: Castelo de Montemor

O acesso ao castelo é fácil e grátis. Está situado no monte mais alto da região. Ao chegar, logo percebemos que não se tratava mais de um castelo, e sim, as ruínas de um monumento de data muito antiga.

Tendo em conta os testemunhos arqueológicos em grande número na região, calcula-se que a ocupação humana deste lugar remonta, possivelmente, a um castro pré-histórico romanizado. Neste local encontravam-se estradas romanas de Santarém e da foz do rio Tejo, seguindo por Évora até Mérida. Bem mais perto dos dias de hoje, dizem os registos que terá sido conquistado aos mouros por D. Afonso Henriques, pouco depois de 1166. Mais tarde, na época da reconquista Cristã, coube ao rei D. Sancho I a passagem do castelo para posse portuguesa, para no reinado de D. Dinis, cerca de 1365, proceder a grandes melhorias nas defesas. A partir do século XVI, a população começa a abandonar o castelo e as casas são demolidas para dar lugar a novas construções no seu interior.Diário do Viajante

Última parada: Évora

Seguimos viagem para Évora, uma verdadeira cidade-museu que guarda vestígios dos tempos romanos, edifícios medievais, palácios e conventos que retratam a era dourada de Portugal (séculos XV e XVI). Por causa de toda essa riqueza histórica e cultural, Évora é considerada Patrimônio Mundial pela Unesco desde 1986.

Onde comer em Évora?

Para almoçar, escolhemos o Vinho e Noz, um restaurante regional Alentejano. Adoramos! Recomendamos muito a visita. Chegue cedo ou reserve, pois o restaurante não comporta muita gente.

No café da tarde resolvemos seguir as dicas e conhecer a Pastelaria Conventual Pão de Rala, tradicional parada para quem vai a Évora. Provamos o beijinho de freira e o queijinho do céu. Ambos são doces e tem bastante gosto de gema de ovo, o que no nosso paladar não agradou muito. Porém, valeu muito a experiência. Lugar super aconchegante, atendimento atencioso e é notório o carinho e qualidade nos produtos. Vale a pena conhecer!

O que visitar em Évora?

Seguimos a ideia que muito foi dita em vários blogs: estacionamos o carro perto do centro (Rua dos Mercadores) e fomos andando para conhecer Évora. Começamos visitando:

  • Ermida de São Brás
  • Capela dos ossos, Igreja de São Francisco e Núcleo Museológico (4 euros por pessoa para as três atrações)
  • Jardim público de Évora
  • Catedral de Évora
  • Templo Romano de Évora
  • Jardim Diana
Facebook Comments
Compartilhe: